Para tempos dificeis

2 opinioes

Adivinham-se tempos de muito esforço. Fica a dica:



Give me hard times. I'll work harder, harder.
Read On

Bom Filho (2)

0 opinioes

O Vitória confirmou hoje o regresso de outro filho da terra. Depois de em Dezembro, Custódio ter voltado a reintegrar as fileiras do clube de Guimarães, é agora Alex, que regressa do Wolfsburgo da Alemanha para defender as cores do Rei. Ainda sem treinador anunciado, Alex junta-se a Kamani Hill, David Mendieta, Gustavo Lazzaretti, Tiago Alencar, e Jorge Gonçalves. Até ao final da semana deverá estar concluido o processo de pré-temporada e poderemos parar para prespectivar a temporada.

Nota: Faltam Pedro Mendes e Fernando Meira.

Read On

USA querem modelo Português de Educação

9 opinioes

"O especialista canadiano em tecnologia Don Tapscott aponta Portugal como um exemplo a seguir na educação, elogiando o investimento em computadores individuais nas salas de aulas. Num artigo de opinião publicado no blogue Huffington Post - onde já escreveu Barack Obama -, Tapscott dirige-se directamente ao presidente dos Estados Unidos da América: "Quer resolver os problemas das escolas? Olhe para Portugal!"." in Publico.


Afinal os Portugueses têm é dificuldades em olhar para o que bom se faz dentro de portas.
Read On

A sério?

0 opinioes

Jaime Pacheco diz que não entende a falta de convites para treinar em Portugal. Antes de mais assusta-me a possibilidade de Emilio Macedo da Silva ouvir estas palavras e ficar sensibilizado. E depois tenho três motivos para lhe dar a explicação: Primeira, Segunda e Terceira: notabilizou-se por fazer de um grupo de jogadores, animais raivosos, que levantavam pernas e corriam em contra-ataque, ajudado por um grupo de "regras" ditadas pelo pai do próprio presidente do clube, que era presidente da liga.
Read On

Da democracia e da participação

8 opinioes

Contamos, por estes dias, mais de uma semana desde o último acto eleitoral em Portugal. E aguardamos pela marcação de outros dois até ao final do ano.
E está na altura de repensarmos muito mais do que resultados de A ou B. Porque esses já estão dissecados até ao último pormenor.

Muito mais importante do que arranjar vitórias morais, derrotas e cartões de todas as cores, devemos tentar arranjar explicações, culpados e soluções para a grande derrotada: a democracia que tanto trabalho deu a conquistar. Mais uma vez os Portugueses não se mobilizaram. Foram à praia, juntaram-se em lamentáveis plataformas de malta organizada que não vota por convicção, foram até ao café ou limitaram-se ao conforto caseiro. Tudo, menos votar. E nisto sim, temos que reflectir.

A classe política está descredibilizada, as pessoas têm mais com que se preocupar, seja qual for a desculpa, a verdade é que é uma responsabilidade de todos mobilizarmos o vizinho e o familiar e convence-lo de que nem que seja para votar em branco ou nulo, deve deslocar-se às mesas de voto da sua freguesia. Porque aí vamos separar o trigo do joio. A abstenção de protesto, do comodista de sofá. Porque se é verdade que nestas eleições houve um aumento, explicável de diferentes formas, na abstenção, existe no eleitorado português um grupo enorme de pessoas, que ultrapassa os 50%, que não vota, nunca! E nem põe a hipótese de o fazer.

Tudo começa bem cedo na mentalidade incutida. Um jovem interessado por política no passado era um sonhador, um revolucionário, um intelectual e uma pessoa admirável. Hoje é menorizado, ao ponto de ter vergonha de emitir opiniões sobre os assuntos, pelo menos usando um vocabulário que vá para além do básico e do insulto.

E é daqui que tiro uma parte das explicações, culpados e soluções que proponho a todos que encontrem: a educação e formação defeituosa, a falta de oportunidades para experimentar e observar política, o afastamento de imensos quilómetros e vontades entre o povo e os seus decisores, a falta de qualidade e escândalos dos políticos, as lógicas subvertidas de funcionamento das estruturas mais básicas dos partidos e juventudes partidárias, a falta de voz e a descrença provocada por ver falhar todos os que tentam tocar em cada um dos pontos que falei anteriormente.

Cabe-nos a todos tentar mudar. Mas cabe principalmente a quem está por dentro, aproximar-se, aproximar, comunicar cara-a-cara sem intermediários, convencer e debater desde a Assembleia da República ao café, desde o Primeiro-Ministro ao merceeiro, esquecer a vergonha ou o estatuto e criarmos o hábito da discussão e da mobilização do povo em torno das causas. Combater os problemas reais junto do povo real e dos seus mundos reais. Sem manifestações forçadas, sem desvios por Lisboa de quem vai para Fátima e sem camionetas em excursão. Discutamos essencialmente!


Texto Publicado na última edição do Povo de Guimarães
na coluna "Abertamente Falando"
Read On

De bestial a besta por culpa própria

0 opinioes

"É que Cajuda podia ter ficado em 8º e continuar a ser respeitado, mas quando insulta a inteligência, o dinheiro das cotas, e o amor ao clube de mais de 30 000 pessoas, está a pedi-las.", para Colina Sagrada.
Read On

Ainda sobre a data das Eleições

0 opinioes

"A forma de fazer campanha do PSD nas últimas eleições Europeias já demonstrou que a ânsia de voltar ao poder justifica qualquer opção. Discutir Governo quando se devia discutir Europa, e agora querem também voltar a discutir Governo em conjunto com a altura em que se deviam estar a discutir os órgãos de gestão local." para Colina Sagrada.
Read On

Até sempre

2 opinioes

Faleceu Carlos Candal. Lutador incansável das lutas de outrora e fundador do Partido Socialista.

"Carlos Manuel Natividade da Costa Candal, nascido a 1 de Junho de 1938, iniciou a sua actividade partidária no meio universitário, quando presidiu à Associação Académica de Coimbra numa altura (primeiros anos da década de 60) em que irrompia a contestação estudantil do ensino superior ao regime do Estado Novo e à guerra colonial.
Licenciado em Direito, Candal participou na organização do 2º Congresso Republicano, em Aveiro, em 1969, e foi membro da Comissão Executiva do 3º Congresso da Oposição Democrática, em 1973 (participação que lhe valeu, 30 anos depois, a atribuição da Medalha de Mérito Municipal).
Ainda em 73 Carlos Candal foi um dos 27 delegados ao Congresso da Acção Socialista Portuguesa (ASP), realizado na cidade alemã de Bad Munstereifel, no qual a ASP foi transformada em Partido Socialista.
Após o 25 de Abril foi eleito pelo PS para a Assembleia Constituinte e, um ano depois, manteve-se na bancada socialista da Assembleia da República, tendo exercido as funções de deputado até 1983. Decidiu então fazer uma pausa de cerca de dois anos, mas em 1985 retornou ao Parlamento e ali ficou mais dez anos.
Em 1995 iniciou o seu percurso no Parlamento Europeu, tendo cumprido dois mandatos (de 1995 a 1999 e de 1999 a 2004). Aqui foi membro efectivo da Comissão de Assuntos Jurídicos e Mercado Interno e suplente da Comissão de Petições; ocupou também o cargo de vice-presidente da Delegação para as Relações com os países membros da ANASE, o Sudeste Asiático e a República da Coreia. " in Publico.pt
Read On

Sobre a data das Eleições

0 opinioes

"...Muito provavelmente questões essenciais iam ser deixadas de parte, e a decisão de uma presidente de Câmara ia depender de reformas de Administração Publica e Avaliação de Professores, ou a escolha de um presidente de Junta feita como agradecimento do projecto Magalhães.
Por bem da democracia, gastem-se uns trocos!", no Colina Sagrada.
Read On

Transferência assegurada

2 opinioes

Qual mercado do futebol actual, a blogoesfera vimaranense sofre hoje uma pequena transformação. A convite de um projecto que acompanhei desde o início, e de uma pessoa que me acompanhou a mim também desde os primeiros passos, junto-me oficialmente a partir de hoje à equipa do Colina Sagrada. Lá vou encontrar não só o Samuel, mas também o Tiago Laranjeiro, do Mater Matuta, naquele que promete ser um espaço diverso no posicionamento das suas opiniões. O Abertamente Falando não fecha, mas passará a ser apenas o "meu cantinho". A todos os que visitavam à procura de opiniões e das novas de Guimarães, passa a escrever: www.colinasagrada.blogspot.com. Até já.

Nota: Este é primeiro passo visível de uma série de novidades para os próximos tempos. Outras casas e outros projectos.
Read On

Livros com Filmes

2 opinioes

Amanhã, Terça-Feira, dia 16 de Junho às 21h45, 1ª Sessão de Cinema "Livros com Filmes", com o filme "Fight Club". Estão todos convidados para esta sessão totalmente Gratuita!

Sessões de Cinema “Livros com Filmes”

Na Livraria do São Mamede – Casa de Artes e Espectáculos

A iniciativa “Filmes com Livros” surge na união do presente com o passado. O novo espaço livraria, no segundo andar do antigo cinema apresenta sessões de cinema de filmes baseados em livros. Sessões intimistas de apresentação de obras de culto. A cada duas semanas, nas suas noites de terça-feira, o 2º andar da Casa de Espectáculos junta leitores e cinéfilos numa sinergia positiva entre duas das mais belas artes.
Serão sessões de acesso gratuito. Junte-se à iniciativa.


1ª Sessão – 16 de Junho 21h45
“Fight Club – Clube de Combate” de David Fincher,
com Brad Pitt e Edward Norton
Baseado no livro homónimo de Chuck Palahniuk, o seu primeiro romance, conta a história sobre a realização pessoal e destruição pessoal que torna a vida merecedora de ser vivida. Um filme de culto que marcou gerações, do mesmo realizador de “O curioso caso de Benjamin Button”, “Zodiac” e “Se7en” e com interpretações brilhantes de Brad Pitt e Ed Norton. A história de Tyler Durden e os seus rituais secretos de combate, vividos com a alegria e libertação do poder da autodestruição.

Com o Apoio: CineClube de Guimarães
Read On

Nunca mais!

2 opinioes

Há dias caiu um avião "Airbus" do Brasil para França. Dias depois alguns pilotos juntaram-se dizendo que se recusavam a pilotar A330 e A320. Hoje isto. Será que eles tinham razão?
Read On

Wolfram Alpha

0 opinioes

Visitem. É um google todo elaborado. Onde em vez de encontrarmos links (logo, não é motor de busca), encontramos conhecimento. "Tornar o conhecimento informatizado", dizem eles. Com a particularidade de interpretar certas procuras, como se fossem perguntas. Experimentem por exemplo fazer a seguinte procura: "weather today" (tempo hoje). Espectacular!

nota: atenção que é uma versão beta ainda.
Read On

Relembrar o passado

1 opinioes

Hoje é Dia de Portugal, de Camões e das Comunidades Portuguesas. É dia de relembrar Camões. De relembrar os Lusíadas, os Descobrimentos. É dia de lembrar que fomos grandes. Que podemos ser grandes. De nos vangloriarmos com o passado. De chorar o presente. De pensar o futuro.
Hoje é dia 10 de Junho e passam 3 dias das Eleições Europeias. Hoje é dia 10 de Junho e passam 3 dias que Portugal deu a vitória à abstenção. Passados 35 anos esquecemos que votar é um prazer, e um direito conquistado. Será que hoje é mesmo dia de relembrar o passado? Será que hoje é mesmo dia de Portugal? Viva o dia da Raça!
Read On

Amanhã há eleição europeia

2 opinioes

E antes de votar, identifique-se. Aqui. Eu já escolhi e parece que estou bem entregue.
Read On

Apelo ao voto na qualidade

8 opinioes

Hoje é o último dia de apelo ao voto permitido. E decidi hoje, depois de ver uma sugestão responsável de avaliação da qualidade dos deputados europeus através deste texto, dar a minha opinião.
Antes de mais cabe a todos votar. Válido, nulo ou em branco, dirijam-se às urnas para mostrar que temos cultura de democracia, que somos um povo europeu que se importa com a sua vida enquanto parte da Europa e acima de tudo que ainda nos preocupamos com o nosso futuro.
E depois a quem decidir faze-lo cabe escolher pelo melhor. E dos que já lá estiveram, todos os deputados estão avaliados, neste site.
E fazendo uma escolha baseada pelo trabalho feito temos com nota claramente positiva (acima de 4 estrelas) 11 deputados. Desses têm avaliação de 5 estrelas, 5 deputados. 2 do Grupo de Esquerda Europeia - Ilda Figueiredo e Pedro Guerreiro, e 3 do Partido Socialista Europeu(Jamila Madeira, Ana Gomes e Paulo Casaca). Com 4 estrelas e meia apenas Elisa Ferreira do PS. Depois a fechar o grupo dos melhores deputados europeus, 5 deputados com avaliação de 4 estrelas: Vasco Graça Moura e Carlos Coelho do Partido Popular Europeu, Emanuel Jardim Fernandes, Capoulas dos Santos e Manuel António dos Santos do Partido Socialista Europeu.

Concluindo diria que os Portugueses têm que tomar uma opção: Entre a Esquerda e a Esquerda. Porque se em 11 deputados de qualidade apenas 2 são da direita, parece-me óbvio que anda a trabalhar e quem não anda. E dentro da esquerda não fecho os olhos, e em tão poucos deputados a Esquerda Portuguesa representada pelo PCP conseguiu com poucos fazer muito. Mas a verdade é que a quantidade e a qualidade aliadas estiveram só e apenas com o Partido Socialista e com 7 deputados exemplares. O meu voto vai, por este motivo e por outros que se prendem com este documento, obviamente para eles. Domingo, dia 7 de Junho, Eu voto Partido Socialista.
Read On

30 albuns em 30 dias

1 opinioes

Um rapaz de gosto musical duvidoso decidiu começar a postar os 30 albuns preferidos dele. Com medo do que pudesse sair dali nem avisei ninguém! Mas 3 albuns depois começo a acreditar que ele vai levar aquilo a sério. Passem diariamente. No Praestantia.
Read On

Política? Isso não tem interesse nenhum

0 opinioes

"Mas mal o passeio tinha começado, Rangel foi confrontado com uma pergunta incómoda de um apoiante. "Queria que me esclarecesse uma coisa que disse. Disse que é liberal...", questionou, ao que Rangel respondeu: "Isso não é verdade. É é um erro completo". Mais tarde, aos jornalistas, o candidato alegou: "Isso não tem interesse nenhum"."

Excelente! Nada que não tivéssemos consciência já. Quem anda a tentar fugir por todas as formas com o "rabo à seringa" na hora de discutir posionamentos ideológicos que estão na base de toda a situação actual do mundo, não podia fazer mais do que admitir. Como diria o outro: Sinto-me esclarecido.
Read On

Meia verdade

0 opinioes

Pois é Sr. Vital. Mas os desempregados do "bucólico verde minho" têm poucas qualificações para trabalhar no Ave Park. Não é Portugal Positivo. É Portugal da meia-verdade.
Read On

Uma questão

8 opinioes

O sistema judicial deixou de acreditar na total recuperação e reintegração dos criminosos? Ver isto. Digo-o com dúvidas.
Read On

Europeias em Guimarães

5 opinioes


Decorreu ontem no Café Óscar mais uma acção de campanha para as eleições Europeias do próximo Domingo. Contou com a presença de Sónia Fertuzinhos e Elisa Ferreira como oradoras e mais de 50 pessoas que enchiam aquela emblemática casa vimaranense. E valeu a pena para quem se deu ao trabalho de se deslocar até lá. Mais do que qualquer comício de bandeiras e discursos fervorosos, este tipo de encontro cara-a-cara entre o povo e quem decide por nós, é muito mais produtivo e enriquecedor para todos.

E falo por mim quando digo que Elisa Ferreira foi uma excelente surpresa. Simpática, expansiva, fortemente conhecedora dos temas que mais abordou (crise e opções económicas da UE), conhecedora também dos problemas desta região e com uma enorme sensibilidade para os problemas sociais. Deixou ideias. Explicou como a maioria de direita no Parlamento Europeu não deixou passar medidas de regulação dos mercados internacionais um ano antes de rebentar a crise, não deixou que se implementassem medidas de punição para as empresas de rating, meses antes do fecho de Lehman Brothers e explicou por isso que os Portugueses estão perante uma opção: PS ou "esta direita". Porque à esquerda não existem soluções europeias, porque são países anti-europa.

Mas não ficou por aqui. Elisa Ferreira lembrou que devemos acreditar nestas eleições. Acreditar que vale a pena eleger os nossos deputados europeus. Que ela e Capoulas dos Santos lideraram algumas comissões dentro do Parlamento. Que os deputados Portugueses também jogam, baralham e dão cartas dentro da sua vez. Que somos "do meio da tabela" da Europa a 25 e não do linha de àgua como acreditamos muitas vezes que somos.

Esta conversa informal, este café Europeu, dissipou duvidas, informou e criou um sentimento de sermos todos mais Europeus. Ficam os parabéns e obrigado à organização pela oportunidade.
Read On

3 anos, 3 alianças

11 opinioes

Há duas épocas o Vitória aliou-se ao Futebol Clube do Porto. Juntou-se ao sistema mais proveitoso e ficou em 3º lugar. Nesta época decidiram aliar-se antes ao Benfica, que nem para eles chegam e ficaram em 8º lugar. Esta época o jogo de apresentação é com o Sporting. Será que em 3 anos vamos conseguir estar juntos com os 3 grandes um de cada vez? Qualquer que seja a resposta é perfeitamente lamentável. Qualquer aliança entre um grande e qualquer outro clube português destrói a verdade desportiva. Esperemos que não se confirme qualquer aliança para esta temporada.
Read On

Manuela Moura Guedes e o seu Show

3 opinioes

...outra vez. No primeiro jornal de sexta depois da tomada de posição da ERC e do "chavascal" de Marinho Pinto, Manuela Moura Guedes aproveitou os momentos finais para oferecer a Vasco Pulido Valente um livro de um estudo sobre o papel crítico do jornalismo e a descrença que tal provoca na classe politica. Deixou ainda no ar que tem outros livros sobre pressão de assessores a jornalistas. Podia ter oferecido uma cópia deste documento.

Read On

Monopólios no futebol?

4 opinioes

O actual proprietário do Manchester City está em processo já avançado de estudo para comprar o Portsmouth. A confirmar-se passará a existir num mesmo campeonato um patrão único de duas equipas diferentes. Estaremos a dar a machadada final no futebol e na seriedade dos resultados desportivos?
Read On

Mais direitos

0 opinioes

Portugal caminha hoje, em plena Assembleia da Républica para novo passo no sentido dos direitos alargados dos cidadãos. O tema do testamento vital, e quem sabe futuramente, da eutanásia prometem dividir os portugueses, mas a discussão parece estar a aproximar-se. Hoje discute-se apenas mais informação na hora de sermos tratados nas nossas unidades de saúde. Amanhã poderemos decidir se queremos acabar com a vida a certo ponto?
Read On

A vergonha já tem contornos oficiais

14 opinioes

O jornal Publico notícia hoje que a ERC condenou alguns dos jornais de sexta da estação televisiva da TVI por "desrespeito de normais ético-legais aplicáveis à actividade jornalística". A notícia não espanta ninguém e vem dar sustentatação oficial à posição tomada por Marinho Pinto no decorrer de uma "entrevista" na última sexta, naquele mesmo programa. Manuela Moura Guedes, numa estação televisiva com respeito pela informação dos seus espectadores, seria hoje mesmo afastada da apresentação daquele espectaculo deplorável e o conceito do programa alterado para apenas um jornal alargado, com maior quantidade de informação como deveria ser. A outra solução passaria por fechar a TVI. Esta não tem qualquer razão lógica, mas a mim trazia-me satisfação pessoal.
Read On

Do Voto

10 opinioes

O apelo ao voto já é possível por estes dias no que às eleições europeias diz respeito. O meu está entregue pelas pessoas e pelos ideais, mas também pelo projecto mais credível, do partido português dos momentos mais importantes da vida em Europa. Mas o voto não pode ser cego, e por isso aconselho a todos a leitura deste documento. Pela necessidade de uma viragem à esquerda responsável de uma Europa que sofre ainda as consequências de uma política neoliberal, à direita, da bancada onde terão assento os deputados europeus eleitos pelo PSD e CDS.

Read On

Patrick Wolf

0 opinioes



Um dos artistas ao qual coloquei mais reticências até começar a ouvir, demorou pouco a convencer-me depois de me entrar pelos ouvidos dentro com "The Magic Position". Patrick Wolf é hoje, já, um dos mais artistas musicais de eleição, pela voz que tem, e pela diferença da sua música. Este é um dos temas a ouvir no seu próximo album. Quanto a mim: até dia 29 de Julho em Paredes de Coura.
Read On

Do futebol

6 opinioes

Há alguns dias que não fazia posts, mas hoje não podia deixar de assinalar esta data: Hoje a partir das 19h45 começa uma das finais da Liga dos Campeões que mais curiosidade me despertou desde que me lembro. Em campo estarão as duas equipas que melhor futebol jogam no Mundo inteiro, e dois jogadores (Messi e Ronaldo) que dividem entre si as possibilidades de disputar o título de melhores do mundo. E mais importante: quem ganhar hoje entra para a história. Se ganhar o Manchester, ficam consumadas duas Champions consecutivas, facto apenas ao alcance dos melhores de sempre, entrando este plantel de dois anos para os Hall fo Fame do futebol internacional. Se por outro lado vencer o Barcelona, é um prémio mais do que justo para a equipa que marcou mais de 100 golos esta época e regressa a esperança para o Futebol enquanto Arte.

Que comece o espectáculo.
Read On

A blogoesfera

0 opinioes

A partir de hoje sinto alguma dificuldade em deixar comentários noutros blogues. Apercebi-me hoje que a designação que aparece a seguir ao nome, na parte de identificação ao deixar comentários passou de Blogger a Bloguista. E eu recuso-me a ser Bloguista!
Read On

Das Taipas a Guimarães...

17 opinioes

Já sabiamos pela experiência de muitos anos à frente da autarquia que António Magalhães era a melhor opção. Depois do último texto de opinião de Vitor Ferreira ao Reflexo Digital perdi qualquer tipo de dúvidas que tivesse. Se as suas ideias estão espalhadas aqui, está de facto tudo dito.

P.s: Rigor, Competência e Transparência, nas Taipas, apenas encaixam no melhor candidato àquela freguesia: Ricardo Costa.
Read On

Os nossos míudos

3 opinioes

Carregar na foto para ver o plantel

Os juniores do Vitória Sport Club estão apurados desde o último sábado para a fase final do Nacional de Juniores. Estes são, 2 anos depois, os mesmos jovens que alcançaram a fase final do Nacional de Juvenis, intrometendo-se na altura, como agora, na luta a 3 com os grandes de Lisboa (sendo que na altura se lhes juntou o Boavista e desta vez o Futebol Clube do Porto).
Confirmam assim com todo o mérito, o estatuto que há já alguns anos lhes atribuía: São a melhor fornada da formação do Vitória da última década.

Diria que desde o tempo em que Makukula era júnior (agora com 28 anos) que não tínhamos tão boa equipa. E com traços de garantia de futuro para o clube, de onde 8 jogadores, pelo menos, no espaço de 2 anos, podem e devem integrar o plantel, principal começando já na próxima época.
A área em que Portugal existe maior dificuldade em criar jovens de qualidade está garantida por dois excelentes avançados: Lucas e Jussane. A frescura e garra dos jovens extremos Diogo Lamelas, Rafael e Fausto, a raça do centro-campista 'musculado' à portuguesa de Cristiano, a qualidade de criacção de Dinis e Bruno, e o acerto defensivo dos centrais Hugo e Vitor, vítimas de muitos anos a jogarem juntos que lhes permite jogarem de olhos fechados, dão garantias de futuro certo para estas bandas. Desde que o clube não desperdice esta fornada de jovens talentos. Esta análise não fala mas não esquece de todos os outros nomes que têm contribuído para esta campanha fantástica, mas principalmente não posso deixar de realçar: o nome do comandante desta tropa é o mesmo de há dois anos Luiz Felipe.
Read On

As voltas que isto dá

2 opinioes

É curioso como este senhor é capaz de mudar de discurso. Eu que pensava que a ideia de coligações interessava mais do que ao PS, PSD, CDS, CDU, BE ou qualquer outra força, a um certo individuo que sozinho nunca chegaria a um governo. Mas agora diz que está interessado em mostrar as ideias do seu partido e a diferença deste para os outros. Eu explico-lhe: Os outros são partidos, o seu já foi antes de se transformar num projecto pessoal.
Read On

PSD desistiu das Europeias

0 opinioes

O Partido Social Democrata acabou de lançar para a rua a noticia de que desistiu das próximas eleições europeias. Com o novo cartaz de Manuela Ferreira Leite aquilo que já muitos temiam confirma-se e Paulo Rangel será mesmo, em vez de candidato a umas eleições, o portador do cartão amarelo a Sócrates (ou atendedor de chamadas de uma linha de apoio ao cliente insatisfeito?). É uma estratégia, muitos dirão. Eu prefiro chamar-lhe subversão da democracia, e aproveitamento político de um descontentamento 'generalizado' - tão generalizado que não chega para tirar a maioria a Sócrates numas possíveis Legislativas - para com um orgão de gestão do país, fazendo-o sentir-se numa eleição para os representantes no Parlamento Europeu, de onde saem grande parte das decisões sobre a nossa vida enquanto um todo. Exigia-se outra responsabilidade do segundo partido mais representativo do panorama político português. Exigia-se Política de Verdade.


Read On

Seu 'ganda' heterossexual!!

4 opinioes

Recebi este fim-de-semana por email um convite para participar num inquérito online que me fez pensar de novo em algo que já tinha equacionado noutros tempos: que sentido faz etiquetarmos os indivíduos com hetero, homo, lesbo, bi, etc etc? Não é esta colagem a uma expressão per si uma forma de descriminação? Ou será apenas a carga ambipolar que carregam estas expressões?

Um individuo não nasce com orientação sexual definida. Assim o defendo pelo menos. Logo uma etiqueta definitiva não faz sentido porque nunca saberemos aquilo que a vida nos reserva. Por isso quando fui confrontado com algo do género "se é heterossexual, prossiga para as respostas sobre a sua opinião sobre pessoas LGBT" senti-me descriminado, e prestes a descriminar. Eu sou um homo sapiens do sexo masculino que mantém uma relação, seja ela fruto de química, electrodos ou sentimentos, com outro homo sapiens do sexo feminino. Somos seres da mesma espécie mas sexos diferentes que se relacionam. Isso tem de fazer de mim um heterossexual ou não? Numa luta que se faz pelo fim da descriminação, que grande parte das vezes se faz sentir com etiquetas consideradas agressivas, o fim desta mesma descriminação pode ser um passo interessante.
Read On

Novo projecto

6 opinioes

Está apresentado oficialmente desde o almoço de Sábado, 25 de Abril, do Partido Socialista, o novo projecto que decidi abraçar: a candidatura à Junta de Freguesia de São Sebastião. Serei o elemento mais novo das listas do PS de Guimarães e tentarei responder à altura das exigências quer da responsabilidade, quer das necessidades da minha freguesia. Encabeçarei uma lista a ser divulgada brevemente, recheada de pessoas em que acredito. O projecto está montado e tem espaço ainda para contribuições das gentes de Guimarães, especialmente da Nossa Freguesia, que poderão chegar até nós através de uma plataforma "blogoesférica" a ser lançada brevemente. Será mais do que uma candidatura partidária: será um projecto de gente preocupada com a sua freguesia e com capacidade e iniciativa de participação e intervenção pública. Mais novidades brevemente.




Read On

Menina de 11 anos obrigada a casar

7 opinioes

Afinal "não tem nada a ver com tradições ciganas" e quem o diz é o presidente da União Romani, Vítor Marques. O caso da míuda obrigada a casar com 11 anos, confirma-se que se trata de etnia cigana como algumas vozes já faziam circular. Mas com esta declaração já é moralmente aceitável que se condene. Senão tínhamos que aceitar tal ancestral tradição. Caso contrário éramos racistas. Toda a tradição merece ser respeitada e devemos absternos de criticar a diferença? Não se esta for contra os nossos príncipios e aqueles que acreditamos ser os do bom caminho do desenvolvimento da humanidade.
O mesmo presidente da associação acrescenta ainda que se está a ganhar consciência da maturidade necessária para o casamento.
E atenção, o caso não é mais nem menos condenável por se tratar de uma família romani. É um post sobre uma discussão que tenho tido muito ultimamente sobre os limites do que é racismo e o que são críticas a formas de viver, e o direito que temos de comentar a cultura alheia.
Read On

Orgãos oficiais do PSD voltam a atacar

5 opinioes

É oficial. O Público caiu no ridículo. Rendam-se às evidências se não acreditavam nas forças ocultas e nas teorias da cabala de que Augusto Santos Silva falava. Sócrates pode ser culpado. Pode não ser. Mas, se a noticia dada pela TVI ainda tem algo de informativo, apesar de levantar suspeitas sobre a forma como obtêm este tipo de videos, a outra tem 0 de noticia e foi criada pelo jornal ao longa da última semana.
Read On

Porta aberta para mais processos

7 opinioes

Numa decisão que começa a dar que falar, a Internet volta aos tribunais e as capas dos jornais pelos piores motivos. Os criadores do site "Pirate Bay" foram condenados por "cumplicidade em partilha ilegal de ficheiros", por manterem o maior site de torrents do planeta. Acontece que aquele site apenas aloja ligações de material que estar a ser 'upado' instantaneamente por utilizadores a qualquer hora, e descarregada por outros, sendo que o tal de torrent é um "ligação" entre ambos. Os rapazes que prestavam este serviço à grande comunidade da internet vão pagar a brincadeira a valores próximos dos 3 milhões de euros. A justiça agarrou-os e tornou-os o mau exemplo para todos os outros, levantando algum clima de receio entre os utilizadores da Internet. Levanto apenas uma questão: Os cassetes dos meus desenhos animados de pequeno diziam explicitamente no inicio que eu estava proibido de a emprestar ou passar publicamente. A verdade é que convidei amigos para as ver e deixei algumas delas irem para casa deles. Será que os meus pais (enquanto tutores de um menor 'criminoso' de 6 anos) deviam ter sido julgados?
Read On

A imagem da diferença

6 opinioes

Guiado pelo post do "Ociosidade" visitei de seguida estes dois sites. Se só a imagem contasse não restavam dúvidas: cheira a 'mofo' a "Política de verdade" de laranja e a esperança o outro ao lado.
Felizmente para o caso, as imagens estão directamente relacionadas com a forma de pensar e agir. As propostas jovens, progressistas e que alimentam esperança estão no Sócrates2009.
Read On

PS dá passo à esquerda

3 opinioes

Depois de já o ter rejeitado uma vez, o PS reposiciona-se na questão do levantamento do sigilo bancário em casos de fraude e corrupção e prepara-se para hoje dar um passo que Francisco Louçã já considerou ser enorme para a democracia do país e para a maior facilidade de combate ao crime fiscal. Provavelmente um dos muitos pequenos passos que o país ainda precisa de dar para acabar com a corrupção. Pelo fim da impunidade...
Read On

Só neste país..

1 opinioes

O órgão oficial do PSD tem na abertura o seu site uma notícia ridícula de tentativa de das duas uma: ou promover o fraquinho novo trabalho dos Xutos e Pontapés, ou criar um qualquer novo movimento anti-Sócrates que teima em não resultar. O jornalismo faz-se de isenção. Mas dentro das margens das leis podem-se contornar regras e moldar mentalidades e opiniões. Mas esta parece mais uma notícia de primeiro de Abril. Como se faz notícia de uma especulação que nenhum dos intervenientes confirma ou comenta a suposição? Vergonhoso! (a letra da música em questão)

Pode ser que esta outra notícia venha alterar a situação da comunicação social partidária de lutas individuais.
Read On

Pela boca morre o peixe Tigre

0 opinioes

Cartoon de Miguel Salazar e agradecimento ao email do Casimiro.

“…iria DAR ao Guimarães um set na Taça… e ficaríamos com 3-1…”

Francisco Fidalgo (treinador do Espinho)
Read On

Simplex

0 opinioes

Aquela que foi uma das maiores vitórias da última legislatura, conhece em 2009 e na próxima novas batalhas. O Simplex, trunfo argumentativo de José Sócrates em qualquer debate sobre o que se fez em Portugal nos últimos 4 anos, promete para o próximo ano dar novos passos na desburocratização do pais. A partir deste ano, os cidadãos terão acesso directo online ao registo do boletim de vacinas, ao subsidio parental e ao que o programa chama de “contribuinte informado”. As PMEs podem apressar-se através da via verde automática para projectos aprovados pelo QREN e simplificação nos reembolsos de IVA para empresas exportadoras. E para a função pública estão guardadas inovações que como em outros casos, seria óptimo vê-las a alastrar para os privados: o recibo de vencimento electrónico e a identidade comum para sítios públicos. Estas medidas estãos disponíveis todas para consulta no simplex.pt.
Read On

Para descontrair..

1 opinioes

Obama ouviu contar aquela anedota do Português a ladrar: "Eu Bo, Bo!" e esolheu o nome para cão de àgua da Casa Branca. 
Read On

A Taça é nossa!

0 opinioes

Estava prometido o post e aqui está ele. Os Campeões Nacionais de Voleibol trouxeram da Povoa do Varzim esse sonho que haviam tentado conquistar por 3 vezes. À quarta foi de vez e podemos agora juntar esta menina à sala de trofeus: 


Taça de Portugal de Voleibol com Alan Cocato
Desculpas pelo roubo ao Vimaranes e Fotoguima pela foto. 
Read On

Crise também em Guimarães

0 opinioes

Pouco antes da rebentar a crise, estavamos todos igualmente falidos, mas o ambiente para investir e comprar era diferente. Falava-se, e havia projecto para 3 novas grandes superfícies de compras. A história mudou e agora Guimarães é uma das muitas cidades afectadas pela crise, dos 14 Shoppings que atrasaram a abertura. Isto está bom é para outlet's e intermarchés baratinhos!
Read On

Falta de qualidade e concorrência desleal

0 opinioes

O Vitória voltou a empatar ontem e acalmou assim os loucos, como eu, que começavam a voltar a acreditar na UEFA. Num dia em que ainda por cima podia ter-se aproximado de dois adversários directos que empataram entre eles. O Vitória agradece a Roberto o facto de ter empatado e não perdido, o Braga agradece a um dos seus muitos pontas-de-lanças (reforços que chegaram aquando da união de facto com o FC Porto):

Read On

1 Passo para Nova História

0 opinioes


Parto dentre momentos em direcção à Povoa do Varzim com um sonho que já há anos transportei até Santo Tirso na primeira vez que pudemos fazer história: Vir para Guimarães a festejar o título de vencedor da Taça de Portugal de Voleibol do Vitória. Era mais um momento bonito numa história já recheada de alegrias. Porque aquela secção me diz muito, e por ver rapazes com quem cheguei a partilhar as manhãs de sábado a pisar um enorme palco, desejo-o com muita vontade. Daqui a umas horas regresso. Espero que para fazer um post de felicidade. "'Bamo'bora'bitória!"
Read On

Más notícias

0 opinioes

O escritor português contemporâneo com maior notoriedade, José Saramago, está doente no hospital. A sua morte até já esteve anunciada no final de 2007, mas sobreviveu e até editou novo livro. Que a medicina esteja do seu lado, e o seu corpo tenha força de recuperar para que daqui a 3 meses a notícia seja de novo livro e não de coisas piores. As melhoras!
Read On

Nostalgia do tempo que não vivi

11 opinioes

Todos os dias falamos no que mudou no mundo com muita admiração. Há 10 anos, uma disquete de 1 ‘mega’ transportava a informação necessária para um trabalho, um jogo, etc. Hoje compramos discos com 1000 ‘gigas’ – os impensáveis ‘teras’ – e enchemos com tudo o que a geração da internet nos disponibiliza gratuitamente. Mas o mundo mudou em outras coisas que não nos apercebemos tantas vezes.
Há 50 anos atrás, não era eu nascido obviamente, e portanto falo por histórias e recordações alheias, Os adultos da altura trabalhavam sem complexos na agricultura, e nas confecções. Ainda há quem o faça claro está. Mas a classe de onde vem a grande classe média-baixa actual vivia de trabalhos deste género. Tinham empregos de poucos escudos por mês, e a viagem da vida deles era para Lisboa, ou ao Algarve. Passávamos para alem da fronteira uns metros e tínhamos ido ao estrangeiro. Dividia-se o pão que havia na mesa, e remediava-se com uma malga de caldo. Vivia-se alegremente, ou é apenas a nostalgia de quem me conta.
20 anos depois, ou se quisermos, há 20 anos, no meio caminho entre esse passado, e o nosso futuro, Portugal teve dinheiro. As pessoas dessa classe subiram às vezes sem o perceberem na vida. As condições gerais de vida melhoraram abruptamente. A viagem da vida começou a ter aviões à mistura. Ea comida na mesa tornou-se abundante. Era tempo de mostrar riqueza e bem estar através da barriga grande. Engordamos as mesas e as carteiras e mostramos a toda a gente que o fizemos. Foi tempo de jóias generalizadas e de lançamento de marcas para estas classes, que vestiam agora moda. Perdeu-se a alegria nostálgica de quem o conta?
Nos “tempos de hoje”, regredimos. O Pais e os seus cidadãos contam trocos. Trabalham-se já turnos duplos para aguentar um estilo de vida que se acaba sempre por abandonar. Já ninguém tem vergonha de novo da calça manchada de lixívia, do carro sujo, e de anunciar que a quem tenha que ouvir que não há dinheiro para festas e festins. Perdemos a barriga cheia e a vergonha de não a ter.
Felizmente o mundo adaptou-se a nós, e os luxos que se tornaram essenciais estão agora a preços da chuva de novo. Telemóveis, portáteis, viagens low cost e outros “adereços” com que decoramos a vida. Estamos aptos a contar estes dias aos netos com as saudades de quem me conta a vida de há 50 anos.

Sem rigor histórico ou cientifico, assim vejo a mudança do mundo em que eu não vivi naquele em que me vejo a crescer.
Read On

Lisboa é Portugal, o resto é deserto.

0 opinioes

Em Portugal passamos a vida a debater centralismo, a discutir descentralização do poder e ciclicamente a falar sobre regionalização. Mas há uma coisa quem em Portugal temos que mudar mais urgentemente: as mentalidades. Seja nos discursos políticos, nas discussões de fórum nacional, ou, principalmente, na comunicação social existem duas realidades no país: a de Lisboa, a cidade de Portugal, e aquelas notícias "patuscas" muito giras para encher telejornais nas aldeias sem habitantes ou no Portugal Rural em geral. E esta mentalidade passa para as decisões e para as distribuições de investimento nacional. Fica aqui mais um exemplo de notícia sobre A Cidade, seja ela qual fora para mim que sou da aldeia.
Read On

Há quem tenha a mais, e quem tenha a menos..

2 opinioes

O Casimiro Silva deixou uma pergunta num dos seus posts de ontem: Onde pára o planeamento neste país?

Eu descobri a resposta: Está numa sala cheia de licenciados em vários cursos da área e mais uma porrada de indivíduos para sempre incógnitos a fazer contas para tentar provar que é preciso uma terceira ponte sobre o Tejo e um novo aeroporto para lá para a terra de quem importa.
Read On

Durão não...

5 opinioes

“Durão Barroso foi um defensor acérrimo de Bush, da invasão do Iraque e do neoliberalismo e acho que o doutor Mário Soares tem razão, se os socialistas europeus votam no Durão Barroso é a prova da crise dos socialistas europeus. Independentemente da pessoa, não se pode ser um seguidista de Bush e um admirador de Obama”

Durão Barroso até há bem pouco tempo poderia parecer um nome consensual para a recandidatura. De hás uns tempos para cá a situação alterou-se e começaram-se a ouvir nomes de alternativas para um dos cargos mais importantes da Europa. A bomba chegou a Portugal pelas mãos da eurodeputada Ana Gomes e começou a dar que falar. Os argumentos apresentados por Manuel Alegre e Paulo Pedroso, podem à partida parecer uma tentativa de levar uma vitória caseira para uma disputa europeia - visto que o nome de António Guterres foi sugerido - no entanto os argumentos apresentados parecem-me válidos. Estando a Europa a atravessar uma das suas maiores crises por reflexos de falta de regulação dos mercados, o neoliberal Durão pode, de facto não ser a solução a adoptar pelos Socialistas Europeus.
E se o português terá a primeira impressão, mais desatenta, de achar esta recusa de apoio a José Manuel um acto de atentado para com a pátria, terá de reflectir que este foi o senhor que trouxe Bush às Lages, e apoiou a entrada no Iraque à procura de armas que não existiam.
Read On

Abertamente Falando citado no Público

1 opinioes

caderno P2, jornal Público 5 de Abril 2009
Read On

Prémios destes...

0 opinioes

Sem querer estar a ligar o "achometro" quanto as causas que levam a esta pouco digna distinção importa antes tentar percebe-las. Se for caso disso investir na prevenção, na informação, ou ainda na melhoria das condições desta estrada. Porque este é o tipo de prémios que nenhum concelho gosta de receber.
Read On

Descubra o ponto em comum entre os dois videos

0 opinioes





A falta de respeito vem duas vezes da mesma boca. Pensem bem antes de reelegerem deputados destes.
Read On

Na terra da impunidade (2)

0 opinioes

Não sendo hábito juntar-me às causas deste partido, resta-me dizer que nesta causa sinto-me filho da mesma luta. Contra a impunidade, já!
Read On

Na terra da impunidade

4 opinioes

Na terra da impunidade Jorge Nuno Pinto da Costa está livre e continua a passear no seu mundo do futebol onde já foi provado que é corrupto (na forma tentada dizem). Na terra da impunidade Domingos Névoa acaba por se demitir por ele próprio vítima da pressão pública, porque na terra da impunidade Domingos Névoa é culpado de corrupção, paga 5 mil euros e é nomeado para uma empresa com dinheiros públicos. Na terra da impunidade inventam-se declarações, roubam-se provas e abrem-se telejornais e jornais com gordas que dizem mentiras. Na terra da impunidade isto é possível.
A terra da impunidade é também a terra sem memória. Porque na terra sem memória aquilo que fazemos hoje é esquecido amanhã. Para o bem e para o mal. E aquilo que não fazemos hoje também é esquecido amanhã. Para o bem e para o mal.
Porque na terra sem memória quem faz mal passa impune. Quem faz mal ou não faz passa despercebido e volta à ribalta como se tivesse feito. Feliz na terra da impunidade e sem memória que é Portugal.
Read On

Regresso

0 opinioes

O Abertamente Falando tem-se feito de férias e regressos. Anunciados e de surpresa. Promessas de maior frequência e momentos de "compêndio" de ligações externas para textos alheios. Hoje mudou de cara. Em definitivo creio. O tempo. Esse ele próprio me dirá que tempo tenho para ele. Vão seguindo algumas novidades na Livraria Centésima Página - Guimarães, e outras a anunciar em breve noutros palcos e locais. Sigam-me também no pássaro azul ali ao fundo que começo a descobri-lo agora. Quando o post for muito grande vão ter também que carregar neste botão já aqui em baixo à direita que diz Read Full Post. A optmiziar para português brevemente.
Read On

Incêndio

8 opinioes

Segundo incêndio na freguesia de S. Sebastião, centro da cidade de Guimarães, no espaço de 4 meses. Uma mão cheia de famílias está agora desalojada. Não se tratando de casas abandonadas, falta política de proximidade?
Read On

Dia Mundial da Poesia

1 opinioes

A Livraria Centésima Página em Guimarães, festeja o Dia Mundial da Poesia amanhã dia 21 de Março. Para assinalar esta data todos os livros de poesia estarão com 5% de desconto. O espaço estará aberto ao publico a partir das 14h30, encerrando às 02h00. Venha comemorar esta data connosco. aqui
Read On

A ler

0 opinioes

Read On

Ervas daninhas

1 opinioes

Abriu um novo estaminé na blogoesfera. Desta feita por 3 colegas de curso, de praxe, de noites da vida! A tola da Joana, a ex-vizinha Martinha e a madrinha Miriam. Encontrem-nas aqui.
Read On

Budda Power Blues

2 opinioes

Este senhor está neste momento a dar música. para os meus ouvidos. Que grande concerto está a acontecer em pleno Café do São Mamede - CAE. Budda Power Blues: guardem o nome do rapaz dos Monstro Mau e Mundo Cão.

mypspace
Read On

Yes we can

2 opinioes

Haja esperança!
Read On

Maus profissionais existem em todas as áreas

3 opinioes

Dois comentários sobre esta notícia:
1 - Os informáticos definitivamente não sabem escrever. Gostava de poder ser uma excepção!
2 - O individuo que fez esta peça estava a tentar fazer uma notícia?
Read On

De nós até eles

3 opinioes

Falamos com alguma frequência na distância que separa o político do cidadão. Encontramo-nos ciclicamente para votar neles, elegendo-os para nos representarem e nunca mais pensamos no assunto. 'Isso é lá com eles!'
Só que esta diferença é transversal ao panorama geral dos orgãos administrativas. Seja a nível concelhio, distrital ou nacional. Do poder autarquico e legislativo ao interior dos próprios partidos.
Existe a população. Destes alguns são ligeiramente mais activos. E acima de todos estes estão os políticos. Estes, vão visitando de quando em vez o 'nosso mundo' para reunir apoios para voltar ao lugar em que estavam, ou para subirem de degrau. E o método repete-se para qualquer um que queira estar presente nesses níveis de decisão. E se tudo isto que disse até agora não me assusta - afinal de contas é a essência do sistema democrático partidário - já não posso dizer o mesmo dos "sectores intermédios" deste sistema: aqueles que alimentam cegamente as lideranças, sem formação ideológica e mesmo, em alguns casos, pessoal. Esses seguem a voz da liderança entendendo-a como a sua própria forma de estar . Sem questionar nem comentar. O irónico é que estes até são aqueles que em teoria mais perto estão da população.
Para quem acredita que ainda pode mudar já estou convencido com aquilo que o Capitão Nascimento dizia, no filme "Tropa de elite": ou se corrompem, ou se omitem ou vão para a guerra.
Read On

O Blogue...

3 opinioes

...segue dentro de umas horas.
Read On

Lisboa - Pavilhão Atlântico

0 opinioes

Read On

Madrid - Estação de Atocha

0 opinioes

Read On

Madrid - Teatro Nacional

0 opinioes

Read On

Madrid - Porta do Sol

0 opinioes

Read On

O que andei a fazer...

0 opinioes

...enquanto este blogue esteve parado.
Read On

Think Pong no São Mamede

0 opinioes

É já no próximo sábado - dia 14 de Fevereiro às 15 horas - o segundo Think Pong no São Mamede. A iniciativa desta vez tem por tema "Educação - Escola de Oportunidades". Os convidados serão Vítor Leite, presidente do Conselho Executiva da Escola Secundária Martins Sarmento e José Augusto Araújo, presidente do Conselho Executivo da Escola Secundária das Caldas das Taipas.

Estás convidado!
Read On

Educação - Escola de Oportunidades

0 opinioes

Read On

Conservadores da vida humana

3 opinioes

Bem feito! Não me apetece dizer nada muito diferente disto. Paulo Portas e o seu "partido", bem como as pessoas que representam neste país levam o conservadorismo a alguns limites, e julgam-se defensores da vida humana. Afinal atentam contra a mesma.
Felizmente o mundo evoluiu. Portas e outros ministros daquele governo é que não.
Read On

Think Pong - Blogues: espaço de (des)informação?

0 opinioes

O Think Pong ao vivo começa no próximo sábado, tal como já tínhamos anunciado. Pelas 15 horas, na livraria do "São Mamede - CAE", o primeiro debate tenta responder ao mote: Blogues: espaços de (des)informação.

A moderação está a cargo do Samuel e os convidados serão Luis Soares, advogado e autor do blogue Causas Comuns e Luísa Teresa Ribeiro, jornalista do Diário do Minho e autora do blogue A Culpa é do Jornalista.

O debate está aberto a todos os interessados. Fica feito o convite.
Read On

Sócrates comprometido com a verdade

1 opinioes

Ouvia hoje na RTPN que Sócrates se comprometeu com o povo Português. Depois da explicação detalhada e peremptória que deu sobre o caso Freeport, qualquer notícia que diga o contrário, ou no mínimo ponha em causa a veracidade das afirmações do primeiro ministro poderá ser o fim-da-linha. É no entanto uma posição de força, de quem parece estar certo da sua inocência, e pretende prova-lo a curto prazo. Resta no entanto frisar as palavras do líder do Partido Socialista: Não é assim que o vão derrotar. Ao que acrescento: Com a oposição que há no país, se não for assim, não será de outra forma também.


Nota: Com este post termina uma senda de 5 posts desportivos. Finalmente!
Read On

Encham agora os jornais...

0 opinioes

Na primeira volta, os juniores do Vitória foram escandalosamente prejudicados contra a equipa do Sporting Club de Braga. Desde um pontapé na cabeça a Lucas dentro da grande área, tudo foi possivel nessa partida. Hoje, e já na segunda volta do campeonato nacional de Juniores, o Vitória perde com um golo de um jogador "acampado" em fora-de-jogo. E o árbitro era de Braga. Como é possivel este tipo de situações começar logo no juniores? Desde os beneficios de uns jogadores em deterimento de outros nas idas às selecções, por usar um outro simbolo na camisola, ou por ser familiar de um qualquer dirigente, até a àrbitros da terra a apitar os jogos. Depois vão encher jornais a queixarem-se do roubo contra o clube deles do coração.
Read On

Think Pong - Limpem a casa

1 opinioes

Escrevia há dias aqui no blogue, que Manuel Cajuda tinha razões para dar finalmente o “murro na mesa”. Mas os acontecimentos mais recentes inverteram o expectável há uma semana atrás. No plano desportivo, o clube conseguiu um apuramento milagroso para a meia-final da taça Carslberg. Não fez nenhum milagre (venceu por 3-0 a Olhanense da segunda divisão) mas beneficiou de um conjunto de resultados positivos. Manuel Cajuda e a direcção ganharam assim espaço de manobra. Irreal, mas ganharam-no.
O problema é que os vitorianos estão fartos. E, se em torno de Cajuda parece estar finalmente reunida uma paz nunca antes vista, já em torno da direcção paira um nuvem muito negra.
A politica de contratações continua errada. Não digo que tenham sido más contratações. O conjunto delas é que não agrada enquanto politica. Voltemos atrás. Os problemas da ultima época continuam ainda por resolver. Não há um novo Geromel, nem um novo Alan. Nuno Assis parece apto finalmente a fazer esquecer Ghilas. Logo, apenas estão a ser resolvidos problemas desta época. Dois avançados novos, para o lugar dos lesionados Roberto e Douglas, Milhazes por Mohma, e Custodio porque Flávio está a ficar sem pernas, e Wénio enquanto mais-valia falhou.
Chega de mediocridade. O Vitória há um ano atrás sonhava com fazer história. E não o conseguiu por falta de ambição. É necessário um projecto desportivo sério. Desde a aposta nos jovens, à constituição de uma equipa sénior capaz de ser verdadeiramente o 4º grande. Com contratações realmente necessárias. Sem negócios sob a mesa. O Vitória acabou por fazer à grande actualmente. Vende 3 estrelas, e contrata jogadores que cumpram. Só que não temos os jovens do Sporting, a estabilidade de 30 anos do Porto, nem as contratações avulsas de grandes nomes do Benfica. É preciso que no próximo ano o Vitoria relance um verdadeiro projecto. Reestruture as suas camadas jovens, afaste os parasitas, e entregue os negócios dos jogadores a gente séria.
Limpem a casa, antes de limpar o balneário e estaremos prontos para seguir em frente.
Read On

Taça Carslberg a 4...grandes!

1 opinioes

Ficaram os 4 grandes para jogar a fase a eliminar a 4 da taça da Liga portuguesa. Depois de dois jogos em que ninguém acreditava, o Vitória carimbou hoje a sua passagem à fase seguinte da competição. Pouco antes do jogo começar, dei por mim a tentar descobrir critérios de desempate e o ponto da situação da Taça Carslberg para tentar perceber quais eram as possibilidades dos "branquinhos" passarem. Rapidamente comentei: "Com o resultado do marítimo, ainda vamos andar a ver quem tem o plantel mais jovem, com o nacional. Se bem que para isso acontecer o Setúbal teria que lhes ganhar." Tudo isto contando com a vitória do Sporting como consumada. E de facto todos os resultados se conjugaram numa harmonia digna de um acto miraculoso. E eu que teimo em não ser crente, hoje assisti a um milagre. Venham mais destes...
Read On

Cajuda e o fantasma

5 opinioes

Manuel Cajuda é um dos homens que mais vezes foi vítima de injustiças no futebol português. Depois de conseguir alguns apuramentos europeus, Cajuda acabou sempre por sair e nunca tinha, até Guimarães, disputado uma competição Europeia. No Vitória, clube e treinador foram vítimas deste fantasma. O medo de voltar a dar o murro na mesa a tempo de vir alguém para o substituir fez com que Cajuda não obtivesse a equipa que pretendia para disputar a pré-eliminatória de acesso à "Champions" e posteriormente a taça UEFA. Satisfez-se por isso, com um plantel abaixo do valor do anterior. Perdeu, perdeu e luta agora por voltar a lugares europeus. Mas agora já luta sem medo. Já pediu contratações. Já as vai tendo. Mas ainda só resolveu os problemas de faltas de avançado desta época. Os problemas que já transitam do ano anterior e da saída de Ghilas, Alan e Geromel continuam por satisfazer. Agora Cajuda já fala em bater na mesa. Só que quem vai partir é a mão...cheira-me.
Read On

Em frente Vitória

2 opinioes

Demos aqui o primeiro passo, e a vitória frente ao Nikolita fez toda a gente sonhar. A derrota seguinte trouxe os pés à terra, mas desta vez fomos à República Checa e fizemos mesmo história. À imagem soma-se um set e um apuramento histórico. O Vitória é uma das 16 melhores equipes de voleibol da Europa.
Read On

Soares falou...

0 opinioes

...e com alguma razão. A falta de uma maioria absoluta nas próximas eleições pode deixar o país numa situação ingovernável. Não sei ao certo o que mais me assusta. Por um lado, a maioria vai existir, e nisso podemos todos, enquanto portugueses estar satisfeitos: os nossos destinos não ficaram na mão de nenhum partido irresponsável, mas sim na mão de quem está unido e sabe o que quer. Por outro lado, se essa maioria não for absoluta corremos o risco de ver Sócrates a ter que apertar a mão ao seu único opositor à altura (Francisco Louçã), ou ao pior espécime da política nacional (Paulo Portas). Tanto um como outro teriam que governar contra os valores dos seus próprios partidos. O que poderá ser trágico para qualquer um deles: o fim do crescimento do BE, ou o fim, puro e simples do CSD/PP.
Em conclusão diria que o único cenário que me deixa tranquilo é a maioria absoluta do PS. Façam este exercício e sejam responsáveis nas próximas Legislativas.

Nota: Um cenário de maioria relativa poderia ser sustentável com oposições responsáveis e unidas pelo bem do país. Mas isso é um mal geral dos partidos portugueses.
Read On

Mais coisa...

10 opinioes

Fiz aqui("Mais coisa menos coisa...") um exercício simples de matemática, sem qualquer valor económico sobre os preços do combustível e a sua relação com o barril de Brent. Agora a notícia é outra. E está na hora de regular este escândalo.
Read On

Think Pong em 2009

0 opinioes

Em 2009, o "Think Pong" sofrerá algumas alterações. Tal como o Samuel referiu aqui no Colina Sagrada a nossa rubrica passa a sair à sexta-feira ao invés da anterior segunda, já a partir do próximo dia 16.
Por outro lado, começará já no dia 31 de Janeiro, pelas 15 horas, o "Think Pong no São Mamede". A transição da rubrica para versão "ao vivo" começará com o tema: "Blogues: espaços de (des)informação?". Tal como nas caixas de comentários do Think Pong, a participação está aberta a todos. Apareçam.
Read On

Casamento entre homossexuais

2 opinioes

O Jornal de Noticias avança hoje que José Sócrates terá na sua moção global estratégica, que apresentará a congresso nos próximos dias 27 de Fevereiro a 1 Março, o casamento entre pessoas do mesmo sexo como uma das prioridade. Só que Sócrates terá que fundamentar esta decisão tardia depois de em Outubro ter, enquanto PS, rejeitando na altura 2 projectos de Lei que o teria tornado possível há (na altura do congresso) meio-ano. Será de esperar que Sócrates opte por pedir um referendo, assentando assim a sua justificação na necessidade de discussão pública do tema. Com o referendo não sei se poderei concordar. Mas com a necessidade de se discutir publicamente antes de o aprovar sim. Mais importante do que mudar a lei, é urgente alterar consciências.
Read On

Think Pong no São Mamede

2 opinioes

Read On

Think Pong 2008 – Balanço do Ano

0 opinioes

O ano de 2008 foi um ano de mudança. A níveis inimagináveis. A nível internacional, os Estados Unidos foram invariavelmente o centro do mundo. Desta vez pela crise económica que começou com a falência do Lehman Brothers, e acabou a alastrar-se à Europa e a uma variação a níveis históricos por exemplo do preço do petróleo que atingiu níveis máximos e agora baixa a preços que não se viam há meses. Quem saiu bem desta crise foi o novo presidente daquele pais. Subiu nas sondagens e acabou por vencer, tendo-se tornado numa bandeira de todos os que pediam e acreditavam na mudança. Barack Obama é o primeiro presidente negro da América e uma ícone. Discurso com a força de um Luther King e um conteúdo que todos esperam ser de um ponto de viragem do Mundo.
Em Portugal foi o ano das grandes revoltas das grandes classes. Começou ainda com a contestação do Ministro da Saúde que acabou por sair e terminou com criticas do Presidente da República ao Ministro da Agricultura. Pelo caminho ficou a contestação à Ministra da Educação que está para durar. Sinal por certo das mudanças que, o governo do cartão único, do simplex, do Magalhães e das avaliações sérias aos funcionários públicos, conseguiu impor, para mal de muitos a quem carreira evoluía junto com a idade, e para bem de quem passava horas a levantar 5 cartões diferentes, ou para quem não podia comprar um portátil para fazer trabalhos como os dos amigos do lado.
Já em Guimarães foi o ano da discussão. Os bloguers foram algumas das figuras do ano, porque conseguiram alargar a discussão pública, acabando por ter reflexos aqui e ali no funcionamento das coisas. A câmara municipal abriu também a discussão publica aos 5 projectos, mas já viu recusados 3 deles. Sobra agora espaço para terminar os aprovados, e dinheiro para lançar outros. Salvem-se estes dois exemplos numa cidade em que são muito poucos os outros que ainda discutem ou fazem pela cidade.
Guardava só para o fim alguns destaques avulsos: Nélson Évora e Vanessa Fernandes tiveram medalhas olímpicas. O Vitória foi à pré-eliminatória da liga dos campeões e conquistou títulos nas modalidades amadoras. Cristiano Ronaldo é o melhor mundo. Heath Ledger vai ter Óscar a título póstumo por uma das melhores interpretações que vi em cinema em “Batman”. O quadrilátero do Minho promete ser um excelente projecto para canalizar investimentos para uma das zonas mais maltratadas em relação à importância que têm para o pais.

Paulo Lopes
Read On

Think Pong 2008 - Um ano cheio

0 opinioes

A minha análise de 2008 vai centrar-se em Guimarães. Particularmente em três aspectos do último ano: a cultura, o desporto e a política. É uma viagem curta a um ano cheio. Mas não necessariamente um ano em cheio.

Cultura – Há um ano dir-se-ia improvável um comentário deste teor neste blog. Mas 2008 tornou-o possível. A Oficina e o Centro Cultural de Vila Flor são os grandes vencedores do ano em termos locais.
Os gestores do CCVF deram a ideia de ter estado (e muito bem) atentos às críticas e o ano foi pródigo em “respostas” à altura. Há um rumo e uma linha de programação que se identifica desde logo com a casa de espectáculos. Isso era fundamental.
A Oficina tem um rumo, com um grupo de Teatro que está a construir algo importante. E que hoje sabemos bem com o que podemos contar no CCVF: os concertos dos auditórios, à Manta, das excelentes propostas de teatro à dança contemporânea, passando pelas programações centralizadas em eventos como o GuimarãesJazz ou os festivais de Gil Vicente. Além disso há uma aposta muito inteligente na vertente da formação que dá por bem empregue o investimento público ali feito. Ainda que não conheça os números da gestão, a forma como 2008 foi equilibrado em termos de programação, em contraponto com outras casas que tiveram que esticar a programação para conseguir terminar o ano, mostram que, ainda que com alguns defeitos, o CCVF está no caminho certo.

Deporto – O Vitória continua a ser a bandeira desportiva de Guimarães. E em bom futebolês este foi um ano com duas partes. Perfeito até Junho: apuramento para a pré-eliminatória da Liga dos Campeões de futebol; triunfo na Taça de Portugal de basquetebol; título no Voleibol. Em meio mandato, Emílio Macedo da Silva parecia capaz de ter um “toque de Midas” sobre toda a realidade do clube.
Veio o Verão e o encantamento desvaneceu-se. À vista saltou então uma direcção sem rumo, capaz de hipotecar as hipóteses de entrada na Champions e de colocar em causa o futuro das “amadoras”. O último trimestre mostrou um clube em desvario, uma equipa de futebol débil e uma anarquia que se estende do balneário do basquetebol ao departamento de comunicação, passando pelas contas do clube.

Política – Foi um ano difícil para António Magalhães. Dois processos mal explicados e ainda às voltas na Justiça (Hortas e Outeiro) colocaram o autarca sob suspeição. O atentado cometido no Parque da Cidade, o excessivo secretismo à volta da Capital da Cultura e o recente chumbo do Igespar a dois do “5 projectos” foram razões de sobra para Magalhães terminar o ano fragilizado. Não fosse dar-se o caso de praticamente não existir oposição. Ainda que a nova liderança do PSD dê mostras de inverter a tendência, durante nove meses raramente os sociais-democratas tiveram o papel escrutinador que se exige num município com a dimensão de Guimarães, desiludindo os apoiantes e colocando em causa as possibilidade de um bom resultado nas autárquicas deste Outono. A grande figura em termos de oposição local acabou por ser a JSD: criou uma agenda própria, liderou a discussão acerca da (ausência de) política autárquica de juventude e ganhou a batalha do cartão municipal de juventude.

Samuel Silva

Read On

Think Pong 2008 - Um mundo em mudança

0 opinioes

2008 veio marcar o início da maior crise das últimas décadas. Porém, se olharmos de outra perspectiva, este também pode ser uma oportunidade de mudança. A reestruturação dos mercados financeiros e das estruturas produtivas dos países poderá beneficiar as camadas mais jovens da população, com educação superior e maior domínio das novas tecnologias, rejuvenescendo o tecido empresarial em países de matrizes económicas mais conservadoras como Portugal, por exemplo. Infelizmente, os políticos não estão muito empenhados nisso. A administração americana está a financiar, com os impostos dos contribuintes, empresas automóveis que constroem carros que ninguém compra. As implicações destas acções atravessam fronteiras, havendo até quem diga que estas medidas vão prejudicar empresas portuguesas, como a Autoeuropa. Ao que parece, as principais vendas para o estrangeiro da maior exportadora portuguesa têm como destino os EUA, sendo impossível mantê-la só com o mercado interno português. Da mesma forma, por toda a Europa, se preparam planos de contingência para enfrentar a crise. Não nos podemos esquecer, contudo, da quantidade de dinheiro que vários sectores industriais gastam, para fazer lobby, em Bruxelas, tentando puxar a brasa à sua sardinha. Quando muitos políticos estão de acordo, relativamente a um assunto, ou o problema é mesmo flagrante ou há «marosca». Portugal, como sempre, não foge à regra, estando em forja mais um rol de projectos públicos megalómanos de retorno duvidoso, excepto para as construtoras. Enquanto me parece que o aeroporto de Alcochete é um investimento necessário, o TGV só vem confirmar que a sanidade mental começa a escassear em alguns círculos políticos.
Mas nem tudo é mau. O preço do barril de petróleo caiu a pique, nos últimos meses, incentivando a mobilidade em detrimento da fixação. Mais do que nunca, é necessário encontrar destinos viáveis, em mercados alternativos, para os produtos nacionais. Os défices gémeos (externo e orçamental) têm de ser combatidos a todo o custo, caso contrário, toda a riqueza produzida, dentro de alguns anos, só vai servir para pagar taxas de juros. Também o custo das matérias-primas estabilizou, evitando algumas das catástrofes humanitárias que se previam.
A nível local, devido ao facto de estar a residir, quase a tempo inteiro, em Guimarães, redescobri o quão incrivelmente deprimente é morar cá. Ter 20 anos e andar por estas paragens só não é motivo de suicídio colectivo por mero acaso. Durante a semana, não há nada de minimamente interessante, para fazer, nas redondezas. Se numa das principais cidades do país se dá este fenómeno, é preciso pensar porque é que os jovens fogem a sete pés das zonas rurais do interior. Podem crer que não é a pôr lá uma urgência hospitalar que eles voltam. É preciso pensar positivo e comprar bilhetes de avião. Feliz 2009.

Hugo Monteiro

Read On

O que se passa com esta gente?

4 opinioes


























Read On